Acompanhe as notícias deste Blog no seu e-mail

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

UNIFICAR A GREVE EM NÍVEL NACIONAL NO DIA 11. DEFENDER E FORTALECER NOSSO ATUAL PLANO DE SAÚDE, para derrotar proposta absurda do governo Dilma!

Fortalecer a luta para derrotar proposta absurda do governo

No dia 03/09 aconteceu a reunião entre o Comando de Negociações dos Trabalhadores e a Comissão da ECT. Os representantes dos Correios apresentaram a seguinte proposta para assinatura do Acordo Coletivo de Trabalho - 2013/2014:

1) Manutenção de todos os benefícios constantes do Acordão vigente;

2) Manutenção da Assistência Médico/Hospitalar/Odontológica nos termos da cláusula 11.

3) Reajuste de 5,27% aplicado sobre os salários e benefícios conforme abaixo:

4) Vale Extra a ser concedido em dezembro/2013 para os empregados admitidos até 31/07/2013.

Item
De (R$)
De (R$)
Vale I (Alimentação/Refeição)
26,62
28,02
Vale Alimentação II (Cesta)
149,15
157,01
Reembolso Creche/Babá
409,97
431,58
Auxilio para Dependentes de Cuidados Especiais
651,00
685,31

Em relação às cláusulas sociais a ECT se negou a negociá-las, sequer respondeu as quatro cláusulas debatidas anteriormente e que ficaram de apresentar proposta à categoria.

A proposta em seu conjunto é uma afronta a necessidade da categoria, onde os ecetistas recebem o pior salário entre todas as estatais, amargando quase 40% de perdas históricas dede o início do Plano Real. Essa proposta nem ao menos contempla a inflação do período estimado em 6,27%, de julho de 2012 a julho de 2013 segundo o IPCA (índice utilizado como parâmetro pela ECT). O que demonstra que o governo quer nos impôr uma perda de um 1% aos nossos salários, em uma conjuntura onde a inflação já preocupa até mesmo o governo, e principalmente nossos bolsos.   

O discurso de que a ECT não tem dinheiro suficiente para pagar nossas reivindicações é pura invenção, visto que o governo tem economizado muito com a diminuição do efetivo, do aumento da sobrecarga e da falta de condições de trabalho.

Defender e fortalecer nosso atual plano de saúde. FORA POSTAL SAÚDE 

Sobre a questão do convênio médico, nesta a ECT diz manter, nos mesmos moldes para tentar enganar a categoria, pois quer impor a Operadora Postal Saúde. A Postal Saúde é uma Caixa de Administração de convênios entre eles poderá estar o CorreiosSaúde, nosso plano atual. Com isso, a administração do CorreiosSaúde passaria para a Operadora Postal Saúde e com isso terceiriza a administração do plano para poder sucateá-lo e assim forçar os trabalhadores dos Correios a migrarem para outra modalidade de plano. Por isso, temos que exigir da direção da ECT o fim da Postal Saúde. Este deve ser o centro da nossa campanha salarial!

Os Governos Lula e Dilma atacaram os trabalhadores Ecetistas com o PCCS 2008 e o POSTALPREV. Agora, seguindo a mesma lógica, quer sucatear o nosso plano de saúde. O sucateamento será tanto que os trabalhadores serão obrigados a mudar de modalidade de plano, tendo que pagar mensalidades, restrição para realização de exames e inclusão de dependentes (pais). Além disso, os planos de saúde que serão administrados pela Postal Saúde serão vendidos pelos trabalhadores dos Correios, gerando mais sobrecarga de serviço. 

Unificara a greve em nível nacional.

Por outro lado, para garantirmos vitórias à nossa categoria, precisamos unificar a greve. Pois assim, teremos maiores chances de impedir este ataque do governo Dilma. Os 35 sindicatos precisam unificar a greve, é preciso colocar a frente os interesses da categoria para que a campanha salarial seja vitoriosa.

As assembleias que serão realizadas esta semana pelos sindicatos devem REJEITAR a proposta da ECT e aprovar o Estado de Greve. Além disso, é necessário que os sindicatos marquem Assembleia Extra para os dias 10 ou 11/09, para avaliarmos a campanha salarial e definirmos se entramos em greve, caso algum sindicato tenha aderido ao movimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário